sábado, 31 de outubro de 2009

25 anos de Blitz

A revista Blitz - que começou por ser jornal - faz 25 anos! Num país onde a divulgação musical é precária em termos de quantidade e qualidade, há que saudar este aniversário, embora discordando com a orientação de tendência mainstream que a caracteriza. Mesmo assim, acho que é justo dizer que a revista Blitz vai melhorando com o correr dos tempos. Parabéns, Blitz!!!

* a imagem que ilustra este post não faz jus à excelência da capa da publicação, em tons de prata e com um brilho muito especial que não deixará ninguém indiferente.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Serviço Público

O novo disco de Tom Waits está para breve. Enquanto não chega Glitter and Doom (disco duplo ao vivo, sendo que o primeiro cd regista várias das canções que foi gravando na sua mais recente digressão, enquanto que o segundo regista pequenas histórias que Tom Waits foi contando entre as canções dos alinhamentos dos concertos), aqui fica um presente auditivo do próprio Waits: é só fazer um click aqui e cumprir com o que vos pedem.
Ora isto é que é serviço público de qualidade!!!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Poema da eterna juventude

Disseram-me que a noite
trouxe sangue
e mostrou o lado mais negro
das estrelas que existem
no céu da cidade

Disseram-me e eu acreditei
apenas porque é uma história
que vai bem com a minha idade

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Vespertine

Há já algum tempo que as portas deste Museu não se abriam. Abrem-se hoje para festejar um som encantado, feito por uma pequena islandesa também encantada, graciosa e estranha, capaz de me deslumbrar (como é o caso) ou de me aborrecer até à medula ( a palavra medula não é inocente neste contexto, como se aperceberão os que conhecem bem a obra da artista). Falo-vos de Bjork e do seu Vespertine, disco cujo título inicialmente previsto era Domestika, que também lhe assentaria bem. O que me agrada em Vespertine é a sua candura, a sua aura de leveza, de confluência de sentidos (é, de facto, um disco onde as canções têm um perfume próprio, um paladar muito específico, uma capacidade única de nos tocar de forma quase táctil). Aqui não temos as gritarias quase descontroladas que são uma das imagens de marca da senhora Bjork. Vespertine é uma brisa fresca vinda do gelo que intensamente habita cada canção, mas apenas fresca e nunca gélida ao ponto de nos deixar indiferentes. No coração das canções de Vespertine há uma pequena chama que nos orienta por caminhos belos e sensuais. Canções como It's Not Up To You, Pagan Poetry ou Hidden Place podem provocar pequenos milagres em nós. E eu sei bem do que falo...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Poema

Talvez tenha razão
aquele que não vê o mar
debaixo da embarcação

O olhar maior
é o que vê em frente
sem nunca reparar
no chão

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

À moda antiga

Por mero acaso - e isso fez da descoberta uma coisa ainda mais maravilhosa - fui ter a esta loja de discos à moda antiga. Que paraíso! Por mim teria ficado horas perdidas naquelas salas (e eram umas 4 ou 5) repletas de discos de vinil e cds, embora estes em pouca quantidade. Comprei, ainda selado, uma cópia de Fried, do meu adorado Julian Cope. Uma edição magnífica, em vinil de 180 gramas, por apenas 10 euros. Ganhei o dia, claro está. Não fosse a pressão para irmos ao nosso caminho pelas ruas da cidade de Florença, e teria ficado até ao fecho da loja. Tirei algumas fotos, como as que mostro aqui, e ficou-me a vontade de voltar aos tempos em que os discos tinham um formato maior e eram transportados debaixo dos braços.

domingo, 25 de outubro de 2009

sábado, 24 de outubro de 2009

Die Mensch-Maschine

Hoje apetece-me ser homem-máquina!



Há tantos e tantos anos que esta música habita em mim! Desde os longínquos tempos de miúdo, em Queluz, na casa dos avós dos meus amigos Ruca e Midinho. Era do Midinho o viníl de The Man-Machine, dos Kraftwerk. E agora que as edições remasterizadas de 8 dos trabalhos da banda germânica estão no mercado, apeteceu-me ouvir de novo este The Model. Intemporal!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

La Bottega del Gelato

Quem vai a Florença tem de provar estes gelados. São únicos, especiais, deliciosos. Para além do sabor sumptuoso, vê-los às dezenas, expostos aos olhos de quem entra na La Bottega del Gelato, é um momento inesquecível. De quando em vez, lá íamos nós a caminho da Ponte Vecchio, mais para os saborear (ficam a poucos metros da famosa ponte de Florença) do que por qualquer outra razão. Eu comi um de chocolate no dia em que tirei esta fotografia. Se não me engano foi o que está mais à esquerda, no plano superior. Ummmm, que sabor!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Hoje é dia de festa


A nova aventura de Astérix e Obélix é hoje posta à venda em todo o mundo. Pequenas histórias em vez de uma só, ocupam as 56 páginas da obra. E, ao que parece, muitas das personagens que foram surgindo durante as imensas aventuras da dupla gaulesa, estão agora de volta em O Aniversário de Astérix e Obélix - O Livro de Ouro. Eu já reservei convite, e vou à festa!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Alain Resnais


Deixe-se perturbar:
afinal, o tempo é mesmo descontínuo!

* agora disponível em versão restaurada e com legendas em português.



segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Depois, Florença!

Florença é nome de mulher. Talvez por isso, mesmo antes de conhecer a cidade, via Florença como uma donzela elegante, alva, quase pura. Constatei, no entanto, que Florença é uma mulher idosa (agora tenho a certeza que sempre o foi), com certos ares de desmazelo que vou entendendo, porque também eu já não sou nenhum miúdo. Florença é uma cidade antiga, uma mulher que não tem o encanto que imaginava. Consumado o choque da constatação, os meus olhos procuraram outras formas de a entender, de a perceber tal como é, ou como julgo ter a certeza que é: uma mulher ainda, pintada nas telas de um tempo que não a poupou, mas que fez dela um corpo onde nos acomodamos à procura do seu conforto original. Nunca é fácil entender as mulheres! E isso já eu sabia.

* fotografia tirada do alto da Piazzale Michelangiolo.

Justificar completamente

domingo, 18 de outubro de 2009

Live Rufus

Não sei bem a razão, mas este novo registo ao vivo de Rufus Wainwright tem passado um pouco à margem dos jornais e das revistas. O que é uma pena! Em versões cd e cd + dvd, o prazer continua o mesmo.


* capas das versões cd e cd + dvd.

sábado, 17 de outubro de 2009

Rei e Rainha

É fácil imaginar que toda aquela gente no cimo da Ponte de Rialto estava ali para nos receber: é fácil sermos Rei e Rainha de uma terra assim...

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Burano

Não é Veneza, é Burano. Una piccola Venezia colorida e encantadora. Todas as pessoas se conhecem. Ou melhor, quase todas: há turistas que aparecem e desaparecem algumas horas depois.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

terça-feira, 13 de outubro de 2009

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Momento solene

Espero a decisão de me entregar ao novo romance do Mestre. Está em repouso, para já, na minha mesa de cabeceira. A aguardar o tempo certo...

domingo, 11 de outubro de 2009

Chão e água

A Piazza de San Marco ia estando cada vez mais próxima! Apesar do ligeiro nevoeiro (tão ligeiro que nem nevoeiro era), ia-se tornando real o momento tão apetecido: chegar a terra numa terra de água! É isso, Veneza: um pedaço mágico de chão em labirínticos caminhos de água e sonho.

sábado, 10 de outubro de 2009

Uma canção

il Serpentone Feat. Asia Argento, directed by Paulo Furtado


The Legendary Tiger Man tem novo disco: Femina

* a partir de amanhã, e de forma intercalada, haverá textos e fotos da minha italian trip!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Chegar sem ainda ter voltado

"Chegar e partir são só dois lados da mesma viagem".

Mas há lados que viajam connosco durante mais tempo. Cheguei e ainda não estou cá, veramente!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Viajar, perder países...


Hoje vou viajar. Daqui a algumas horas parto para Veneza. Depois, Florença é o destino. Nada como viajar, perder países...

* até breve: é só (mais ou menos) uma semana.