terça-feira, 30 de abril de 2013

Books and music


Aqui está uma coleção de livros que adoro, apesar de ter muito poucos. Pena que não se encontrem por cá com facilidade, isto jé para não falar em traduções. Os discos através da escrita, na série 33 1/3. 

* clique na imagem para ver melhor

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Somos Tão Jovens


Um filme puxa outro (leia o post de ontem) e assim chego a Somos Tão Jovens, baseado na curta vida de Renato Russo, a figura principal da banda Legião Urbana. Apesar de saber, pelo que li, que o filme não dá grande destaque ao período que o fez destacar-se como figura maior do rock brasileiro, estou muito interessado em vê-lo. Como não deverá chegar às nossas salas, resta-me a net como solução. Vou já começar a tratar disso.

domingo, 28 de abril de 2013

Meu Pé de Laranja Lima


Depois, muito depois de ter lido o livro pela primeira vez, recordo-me de ter passado na nossa televisão de dois canais (a preto e branco, obviamente) uma novela baseada na mesma obra de José Mauro de Vasconcelos. Lembro-me bem de ter gostado do que vi, de me ter emocionado como já havia acontecido com a leitura das aventuras e desventuras de Zezé, feita anos atrás. Agora há um filme recente, deste ano, que tenho de ver. A comoção, espero, deverá ser garantida.

sábado, 27 de abril de 2013

Será verdade?

Também eu já fiz todas essas expressões faciais quando te li, e reli, e reli inúmeras vezes, meu caro amigo Tintin. No entanto, há dias, a minha expressão foi outra, mais profunda e sentida do que qualquer uma das que a imagem documenta. O motivo, que espero seja verdadeiro, é a notícia da possibilidade da continuação da série, como aconteceu já com tantos outros dos meus heróis da bd. Assim sendo, tal facto representa, para mim, uma espécie de dream come true. Resta-me esperar, e acreditar que a vida me pode sempre trazer a mais inesperada das possíveis surpresas.

* clique na imagem para melhor poder apreciar

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Bom apetite!


41 anos depois de Ege Bamyasi ter surgido



Stephen Malkmus convidou alguns músicos alemães



e em conjunto abriram de novo a lata.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Poema

Não te encontro
para além do nome no papel
não te encontro nas marcas
dos pés descalços no chão
em dias de calor
nos vincos dos lençóis
onde já não dormes
nas sobras da memória
que se apaga
com o vento
a empurrar
os dias um a um

Não te encontro
onde ainda existes
(permanência parda
do que foste)
não te encontro
no momento
de luz
que a lembrança
vai deixando
apagar
como se não pagasse
a conta há muito tempo

Aliás as nossas dívidas
estão saldadas
sem que ambos
nos revíssemos nelas
e pelo menos assim
poderei dizer
(não sem dúvidas
terríveis...)
que as memórias
do que fomos
são já feias
de tão belas

terça-feira, 23 de abril de 2013

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Mélange (III)


Último exemplo que vos deixo desta série. Pena tenho eu que não sejam livros, de facto.
* se não souber entender as óbvias referências que a imagem documenta, aconselho-o a começar a ler bd.

domingo, 21 de abril de 2013

Poema

Quem vive dentro de nós
que não se assume
e que não acorda
viverá para sempre
sem a sua voz
será só queixume
início sem fim
a roer-se aos poucos
como só os loucos
e a sumir-se assim



sábado, 20 de abril de 2013

Mélange (II)


Mais uma pequena maravilha, de Alaind!

* se não souber entender as óbvias referências que a imagem documenta, aconselho-o a começar a ler bd.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Mélange (I)


São interessantíssimas as capas de álbuns (que, na realidade, não existem) de banda desenhada, que misturam capas originais dos meus maiores heróis da chamada nona arte. Tintin e Blake & Mortimer, pela cabeça de Alaind. 

* se não souber entender as óbvias referências que a imagem documenta, aconselho-o a começar a ler bd.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

domingo, 14 de abril de 2013

Poema



Telhado

chapéu final 
das coisas  
que habito

linha limite 
e limiar
do infinito



* imagem de Sofia P. Coelho, publicada no blog As Partes do Todo, a 7 de maio de 2009

sábado, 13 de abril de 2013

Kitcsh Barbarella


Saudades de rever Barbarella! Há já algum tempo que ando a programar esse desejo, embora sem concretização. Tenho o dvd (aliás, tenho a versão legendada em português, e ainda uma outra sem legendas), tenho a banda sonora no meu iPod, e tenho um soft spot indesmentível em relação a todo o universo comic de Barbarella, bem como ao imaginário criado por Roger Vadim. Sobre Jane Fonda, que representa a personagem, no filme de 1968, dizer que está maravilhosa e torrencialmente sedutora é dizer pouco, muito pouco. Por isso, de hoje não passa. É dia de visitar Barbarella.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Revolutionary Cope


Um novo disco de Julian Cope para o fim de abril! Grande notícia, grande alegria! Há gente sempre muito irrequieta, e isso agrada-me. Que venha, e que chegue depressa e bem, este Revolutionary Suicide!

quinta-feira, 11 de abril de 2013

A poesia (resumida)


Já vem sendo hábito, felizmente. 
A Poesia ao preço da chuva em ano chuvoso.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Poema

Tenho sempre o futuro
para me amparar
e a queda como promessa

Imagino-me no início
de uma festa
antecipando-lhe o fim

O que se vê ao longe
virá sem ordem
e sem pressa

E o que vivo no presente
apaga um pouco
mais de mim

terça-feira, 9 de abril de 2013

Ler, para viver o que não vivi


A reviver uma certa nostalgia da juventude! 
O que eu gostaria mesmo era de ter sido uma rock star!

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Madeira (VII), vista da varanda do hotel, em Santa Cruz


Ao longe, as três Ilhas Desertas. Agora, no momento em que escrevo estas linhas, estão ainda mais longe. A Madeira é já passado. Que venham outras viagens, outros mares e outras terras.

domingo, 7 de abril de 2013

sábado, 6 de abril de 2013

Madeira (VI)


Winston Churchill apaixonou-se por Câmara de Lobos, e a singela cidade (sim, é cidade) piscatória tem, de facto, algum encanto. Fotografei o local onde o antigo estadista gostava de pintar. Nunca vi os quadros que pintou, mas gostava de sentir o seu olhar sobre este pedaço de terra e mar. Ao longe, vista de cima, pareceu-me mais bonita do que na realidade é. Talvez o meu olhar não seja tão artístico como o de Churchill... Talvez.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

O meu cão


Cá em casa todos me pedem que ceda. Todos querem ter um cão. Eu cederei, mas apenas por este.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

terça-feira, 2 de abril de 2013

Madeira (IV), uma homenagem ao Júlio, Ana, David, Zé e Tim


Não é a Ilha Kirrin, mas poderia ser um cenário de uma bela aventura...
(Porto Moniz, elevação rochosa ao largo da vila madeirense)