domingo, 11 de janeiro de 2009

Naquele tempo

Naquele tempo, brincar não era apenas brincar. Era viver. Era ser feliz. Naquele tempo os dias eram maiores porque eram felizes e porque brincávamos. Brincávamos para sermos felizes. E se não brincávamos (naquele tempo, de vez em quando, chovia muito e não saíamos de casa) éramos felizes na espera de brincarmos. E esperávamos pacientemente até que surgisse um balão de sol no ar lá de fora para brincarmos e sermos felizes. Não custava nada a vida naquele tempo. Era só encher os pulmões de ar.

4 comentários:

sovina disse...

- já não está chover! ... posso ir para a rua!!!?!?

Vítor disse...

Pois é... in illo tempore...
Abraço

Adrian LaRoque disse...

E sempre bricava-mos com muita alegria. Gostei imenso do texto Carlos.
Claro que pode usar a foto do meu blog para a sua história.

diana disse...

E era tão bom. O tempo da pura felicidade. Este texto tem um saborzinho especial para mim.

:)